universo-jatoba-construcao-civil

Construção civil e responsabilidade social

por Ivana Jatoba

Foi-se o tempo em que a única responsabilidade social da construção civil em nosso país era a de empregar os analfabetos que chegavam aos grandes centros urbanos em busca de uma oportunidade de trabalho. Atualmente, com o advento da sustentabilidade no setor, as obras precisam de projetos que, além de ecologicamente corretos e economicamente viáveis, sejam socialmente justos e culturalmente aceitos. Desta forma, a visão dos empresários do ramo, ainda que de forma lenta, está mudando, dando espaço para fortalecer o seu papel social e o compromisso com o respeito às comunidades locais.

Um bom exemplo desta tendência está em campanhas de erradicação do analfabetismo nos canteiros de obras. Como profissional, já presenciei essa atividade e digo que os benefícios são inúmeros, pois tanto a auto-estima do operário quanto a produtividade nos serviços são elevados. As aulas costumam acontecer no final do expediente, geralmente nos refeitórios, contando com profissionais competentes que aplicam métodos pedagógicos adequados, em parceria com instituições como o SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), cuja a oferta de cursos capacita também eletricistas e encanadores.

Já na área ambiental, ações de cunho social também não faltam. Algumas empresas preocupadas com o destino dos resíduos gerados na obra resolveram estabelecer parcerias com cooperativas de materiais recicláveis. Assim, os materiais descartados podem ser reaproveitados pelos catadores, beneficiando esta classe e o meio ambiente.

A promoção de eventos períodicos para os trabalhadores, seus familiares e a comunidade também são boas práticas sociais na indústria da construção. Montagem de consultório médico e odontológico temporários para atendimento de graça, bingos para arrecadação de donativos para entidades carentes do local, campanhas de prevenção à proliferação do mosquito da dengue, atividades de recreação para as crianças com distribuição de kits escolares e de higiene são exemplos de atividades que fazem muito sucesso e surtem efeitos bastante positivos entre os participantes.

Infelizmente, o ramo da construção civil é o que mais consome os recursos naturais do planeta e ainda é um dos que menos investem em ações sociais. Antigamente, o foco nas obras era a alta produtividade nos canteiros. Hoje, isso ainda perdura, mas as ações socialmente responsáveis são essenciais para a qualidade de vida do trabalhador e para a consequente fomentação da sustentabilidade. Quem compreender isso sairá ganhando em todos os aspectos.

Ivana Jatobá é Engenheira Civil graduada na Universidade Católica do Salvador, especializada em Gerenciamento da Construção Civil pela Universidade Estadual de Feira de Santana, Bahia e Mestre em Gerenciamento de Engenharia Ambiental pela University of Technology, Sydney, Austrália. Atua como consultora em implantação de sistema de qualidade ISO 9001 e Meio Ambiente ISO 14000 em canteiros de obras.

Ivana Jatobá escreve às quintas aqui no Universo Jatobá.

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!