Universo_Jatoba_putz

Analfabetos e faculdades

por Putz da Vida

Continuo tendo  dificuldade em entender porque a grande maioria dos jovens sonha em fazer uma faculdade. No nosso país, onde três quartos da população é constituída de analfabetos, semi-analfabetos e analfabetos funcionais, esta obsessão de pessoas com nenhum ou quase nenhum estudo básico de qualidade por cursar uma faculdade, soa absurda.

Uma vez que sou leigo em matéria de educação ou políticas educacionais, minha tentativa de compreender parte apenas da minha experiência e intuição, e não tem  base científica, sociológica ou política.

Nos países desenvolvidos, onde pequena parte da população está abaixo da linha de pobreza, somente os que realmente queiram estudar e tenham capacidade intelectual  para tal, é que se candidatam a uma vaga para estudos de nível superior. É uma ilusão achar que em países como Alemanha, Inglaterra, Japão ou Estados Unidos todo mundo vai para a faculdade. Em países desenvolvidos, as faculdades exigem tempo integral. A maioria da população completa um ensino básico de boa qualidade (11 ou 12 anos) e está preparada para grande parte dos empregos disponíveis. Os empregos que exigem estudos de nível superior são em número muito menor. Em alguns desses países, o ensino já é profissionalizante, ou seja, os estudante já podem escolher uma profissão como eletricista, mecânico, etc. Aqui no Brasil, temos o Senai, o Sesc e a Fatec, que aparentemente não conseguem suprir a demanda.

O discurso que se ouve aqui é que ter cursado uma faculdade (qualquer uma, mesmo de péssima qualidade) é atestado de alfabetização e não de conhecimento de grau superior. É uma calamidade!

Enquanto  não reformularmos nosso ensino básico (dos 6 aos 18 anos), em que os jovens aprendam fundamentalmente português, matemática, geografia, história, biologia e, pelo menos uma língua estrangeira, continuaremos a ser um país de analfabetos que sonham  cursar uma faculdade, qualquer uma!

 

Putz da Vida é Engenheiro Civil e Eletricista, pós-graduado em Administração de Empresas com especialização nos EUA. Após um breve período na construção civil, trabalhou durante mais de 40 anos como executivo. Aposentado, faz consultorias eventuais e estuda música.

Putz da Vida escreve aos domingos aqui no Universo Jatobá.

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!