Ujatoba_descarte

Lixo perigoso

por Universo Jatoba

Nós recolhemos o lixo e os lixeiros levam embora nos caminhões. Mas quem acha que o processo acabou, está enganado! Quando um copo quebra, uma lâmpada queima, um medicamento vence, o que você faz?

Parte da responsabilidade é deles, mas nós precisamos tomar alguns cuidados, pois alguns materiais põem em risco a segurança de todos: de quem descarta, de quem coleta e também do meio ambiente.

Nem todo mundo conhece os riscos e acaba descartando sem tomar nenhum cuidado. “Só que latas, vidros e pregos, por exemplo, podem ferir a pessoa na hora de colocar o saco de lixo para fora, um pedestre que esbarre nele e o próprio coletor. Já pilhas e óleo de cozinha causam danos ao meio ambiente, pois contêm substâncias que contaminam solo e lençóis freáticos”, alerta a engenheira sanitarista e ambiental Francine Efigenia Breitenbach, coordenadora da Operação de Resíduos de Serviços de Saúde da Loga — Logística Ambiental São Paulo, empresa responsável pela coleta de resíduos domiciliares na região Noroeste e Centro, da capital paulista.

Veja as dicas:

– Para vidros, palitos de churrasco, pregos, parafusos, latas e talheres, embrulhe em várias camadas de jornal ou coloque-os dentro de uma garrafa pet com tampa. Se necessário, corte a garrafa, acondicione os cacos e torne a fechá-la com fita adesiva, como mostra a foto.

– Ao descartar latas, dobre as tampas com rebarbas para dentro.

– Medicamentos e seus frascos, seringas e agulhas devem ser levados a uma Unidade Básica de Saúde (UBS) ou a um posto de Assistência Médica Ambulatorial (AMA).

– Pilhas, baterias, celulares, computadores, TVs e lâmpadas eletrônicas possuem substâncias tóxicas, como mercúrio, cadmio e chumbo. Encaminhe-os a uma central especializada. Clique aqui e consulte.

– Óleo de cozinha usado demora a degradar. No solo, o efeito impermeabilizante dificulta o escoamento da água das chuvas e, em rios e lagos, impede a oxigenação da água. Leve o óleo usado a um posto de coleta. Clique aqui e veja a matéria sobre o assunto.

– Papel higiênico, fraldas descartáveis, absorventes, camisinhas, cotonetes, algodão, ataduras e fio dental ficam contaminados após o uso e não são recicláveis. Basta descartar com os demais resíduos domiciliares. Jamais devem ser destinados para a coleta seletiva.

– Cães, gatos, pássaros e outros animais de estimação não devem ser enterrados em terrenos baldios nem jogados no lixo comum ao morrerem. Já existem cemitérios e crematórios para animais. Clínicas veterinárias também se encarregam da destinação correta do animal.

Para quem busca um serviço gratuito em São Paulo, a opção é levar o corpo diretamente à Estação de Transbordo Ponte Pequena, que fica na Avenida do Estado, 300, onde ele será mantido sob refrigeração e posteriormente incinerado. Funciona de segunda a sábado, das 10 às 20 horas.

Pequenas atitudes em prol da saúde de todos e do planeta!

Leia também

Descarte de remédios vencidos

Descarte correto de pilhas e baterias

Postos de coleta de lâmpadas fluorescentes

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!