Ujatoba_oficina-de-papel-em-tabatinga

Bitucas de cigarro podem ser recicladas

por Universo Jatoba

Todo mundo sabe que cigarro não presta. Mas o que resta dele pode ter alguma serventia. As bitucas são fininhas, não chegam a 4 centímetros de comprimento, mas quando se juntam às outras, formam um montante inacreditável. Em vez de emporcalharem as ruas, entupirem bueiros e saturarem os lixões, tem gente que usa tecnologia para reciclar e transformar as pontas de cigarro em matéria-prima e objetos.

Tom Szaky, que vive em  Trenton, Nova Jersey, é dono da primeira iniciativa de reciclagem de pontas de cigarro. Ele criou a empresa TerraCycle, que coleta e transforma bitucas  em plástico. O processo de reciclagem consiste em extrair da bituca o acetato de celulose, material plástico usado no filtro. A tecnologia já foi implementada no Canadá, Estados Unidos e Espanha. E estará em breve na França, Alemanha, Suíça, Áustria, Noruega, Dinamarca, Suécia e Finlândia.

A empresa também recicla embalagens de sucos de fruta, garrafas plásticas, canetas, copos de café, papéis de bombons e escovas de dente. E se prepara para um desafio e tanto: reciclar fraldas descartáveis usadas pelos bebês americanos. Outra tarefa inusitada, mas com grande potencial é a de reaproveitar gomas de mascar. A TerraCycle pretende coletar e transformar em plástico os  “chicletes” que nós, brasileiros, consumimos.

Aqui no Brasil também existe uma iniciativa para a reciclagem de bitucas, que é feita pela Universidade de Brasília. “As bitucas são transformadas em papel. Temos a patente e a pesquisa é inédita no mundo”, diz a professora doutora Thérèse Hofmann.

Neste trabalho, os filtros são transformados em papel e, a partir daí, entra na cadeia de reciclagem. Segundo a professora, algumas empresas coletam o resíduo direto nas fábricas, trituram e pulverizam em barrancos para contenção. Os filtros retêm água e permitem a germinação das sementes de gramíneas que são pulverizadas . “Com essa tecnologia podemos reaproveitar também os cigarros falsificados que são apreendidos pela Receita Federal e devem ser destruídos”, completa Thérèse.

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!