Ujatoba_arte

Arte sustentável e reciclagem

por Universo Jatoba

Reciclar nada mais é do que transformar. E que tal se for com  criatividade? Alguns artistas fazem isto com maestria , tanto que suas peças dão vida, charme e beleza a qualquer ambiente de forma super original e sustentável. O Universo Jatobá adora estes exemplos e hoje mostra mais alguns deles para provar que o lixo surpreende!

O brasileiro Marcos Aurélio é um dos artistas que tiveram esta percepção. Para criar suas peças em Pop Art, ele estabeleceu algumas regras: teria que recolher o material, utilizar o mínimo de energia possível no processo de produção, reaproveitar todo o resíduo gerado e ainda reutilizar a água da máquina de lavar roupas para limpar os materiais. Além disso, o material de limpeza dos acessórios da pintura não pode ser descartado na natureza. O próximo passo foi definir qual o assunto seria tratado nas obras, que são baseadas na estética de um vitral. Então, ele escolheu a ave e alguns elementos da Amazônia. Quer saber mais? Clique aqui. 

Outro exemplo brasileiríssimo é o do artista paulistano Nido Campolongo. O grande astro aqui é o papelão. No começo, ele fazia só agendas, pastas e algumas embalagens. Até que teve a ideia de elaborar peças mais firmes, como cadeiras, prateleiras e mesas. E, mais adiante, conseguiu desenvolver tijolos com o auxílio de argila, que foram expostos no Sesc Santo André, em 2001. Clique aqui e saiba mais sobre as obras do artista.  

Já Erika Isis Simmons é uma artista americana, que produziu uma série chamada “Ghost in the Machine”. Ela reaproveita fitas cassetes e bobinas de filmes antigos e faz um trabalho realmente incrível. Para saber mais sobre ela, clique aqui.

Leia também

Arte com lixo

Móveis de papelão

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!