Ujatoba_xingu1

Projeto une educação e sustentabilidade

por Universo Jatoba

O seu filho aprende sobre sustentabilidade na escola? A verdade é que o assunto ainda é pouco explorado na sala de aula. Por isso, o Universo Jatobá apresenta mais um projeto no ambiente escolar, com a ideia de incentivar e de mostrar que é possível e fundamental formar alunos mais conscientes diante dos novos rumos da sociedade.

No Colégio Xingu, que fica em Santo André, na Grande São Paulo, a sustentabilidade é levada a sério. Em parceria com a Biotera, que oferece as orientações sobre o tema, a escola começou o projeto no começo deste ano, com a intenção de servir de exemplo a outros centros de ensino. Desde maio, a iniciativa é coordenada pela professora Daniela Casella, pela diretora Viviane Gonçalez Passarini e conta com o apoio de Alexandre Meza, da Biotera. “Nossa escola sempre foi preocupada com a formação de pessoas como cidadãos do mundo, com ética, respeito às pessoas e à sociedade”, conta Daniela.

A proposta é dividida em 4 grupos: água, resíduo, energia ou alimentos e permacultura. Os objetivos são trazer a consciência nas atitudes e promover um melhor gerenciamento do uso dos recursos por alunos, funcionários e suas famílias. A escola tem alunos de 3 a 14 anos. Na Educação Infantil estão os de 3 a 6 anos; na Etapa I estão os de 7 a 10 anos; e na Etapa II, os de 11 a 14 anos.

As lixeiras foram padronizadas e ficam em pares: uma para os recicláveis e outra para o lixo orgânico. Para que todos memorizem, na parede ficam as informações, com imagens e letras maiúsculas, mostrando o que pode e o que não pode ser jogado em cada uma delas. “As crianças de até 6 anos perguntam bastante e procuram acertar. Os mais velhos perguntam menos, mas participam”, diz Daniela.

As interações sustentáveis estão em todos os lugares. Na sala dos professores, por exemplo, além de um lixo somente para papeis, eles usam canecas reutilizáveis para café, chá e água. Entre outras atividades, estão: apagar as luzes quando sair por último de ambientes, como a sala de aula; usar frente e verso do papel, quando possível; e informar sobre o desperdício de água e de papel e suas consequências.

Se você conhece algum projeto sustentável como este, mande para o Universo Jatobá. O mundo merece uma educação de qualidade e sustentável.

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!