Ujatoba_arvore

Seis árvores frutíferas para cultivar em varandas

por Universo Jatoba

Já imaginou colher fruta do pé na varanda de casa? Para quem mora em espaços sem quintal essa cena pode parecer um sonho. Mas ela é real. Segundo especialista, existem árvores frutíferas que sobrevivem facilmente em vasos e locais pequenos. Para isso, basta ter um ambiente aberto e ensolarado, fazer podas para adequar as plantas ao espaço e adubá-las a cada três meses.

Matéria do site EcoDesenvolvimento

Veja algumas árvores que vão te oferecer frutos fresquinhos e saudáveis.

Pitangueira - Própria para clima quente e úmido, a pitangueira fica bem em vaso, precisa de sol pleno e ser regada constantemente. Sensível ao frio, não suporta geadas. Dependendo do diâmetro e altura do vaso, pode atingir 2 metros de altura. Floresce entre o final do inverno e início da primavera. Os frutos surgem quase simultaneamente à florada.

Jabuticabeira - A jabuticabeira, plantada em vaso, não necessita de sol direto, mas é sensível ao frio. Portanto, terraços cobertos são os mais indicados. Atinge em média 2 metros de altura, dependendo do tamanho do vaso. Os frutos começam a amadurecer no final do inverno, prolongando-se até o verão. As regas devem ser diárias no verão, deixando a terra sempre úmida, mas podem diminuir de frequência no inverno.

Limoeiros - Limoeiros podem ser cultivados em vasos desde que em áreas com luz e circulação de ar, eles necessitam de pelo menos seis horas diárias de exposição solar. O limão necessita de muita água para crescer, mas ele não se dá bem com solo encharcado. Dose bem a quantidade de água.

Romãzeira - Para o cultivo em vaso, a minirromãzeira é mais adequada que a romãzeira. Pede sol constante. Resistente a condições diversas de temperatura e tolerante a podas.

Laranjinhas Kinkan - Não gosta de solo úmido e como as romãs ela precisa que a terra seque entre uma rega e outra. Precisa ser adubada regularmente e precisa de muito sol. As flores aparecem na primavera e no verão, mas os frutos surgem somente no outono. No entanto, ela pode frutificar mais de uma vez por ano.

Amoreira - A amoreira não precisa de sol direto o dia todo, mas pode buscar os raios solares a ponto de seus galhos chegarem a quatro metros de comprimento. Em lugares fechados, a irrigação deve ser intuitiva, ou seja, quando se percebe que a terra está seca é hora de molhar a planta.

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!