Ujatoba_menu1

Do papel para a tela

por Universo Jatoba

– Garçom, o cardápio, por favor.

– Aqui está senhor.

– Não. Eu não pedi o computador. Eu quero o cardápio para escolher o prato.

– Nosso cardápio mudou senhor. Saiu do papel e foi para a tela.

Daqui a pouco este tipo de diálogo vai tomar conta dos nossos restaurantes. O mercado da gastronomia já sente o gosto dos Cardápios Digitais Interativos!

Em vez do tradicional menu de várias paginas, o iPad exibe os pratos e cartas de vinhos.

Especialista no assunto, a Conceptic Interative Menus é uma empresa internacional, que chegou ao Brasil há 1 ano e tem a distribuição exclusiva feita pela eMenu Brasil. O produto já está em 16 países e é multilíngue, o que favorece as empresas quando se leva em consideração o turismo e os próximos eventos culturais e esportivos do Brasil. “São 17 idiomas e cada restaurante pode escolher até 5 para oferecer  aos clientes”, explica Annik Chut, Diretora Operacional da eMenu no Brasil.

Outra vantagem: mudar o cardápio, o preço ou mesmo os ingredientes ficou mais fácil, econômico e sustentável! “Nada de imprimir tudo de novo ou colar aquelas etiquetas em cima dos valores antigos. Tudo pode ser feito pela internet”, diz Annik. Restaurantes que oferecem menu executivo e trocam o prato diariamente, por exemplo, economizam e muito com impressão!

A disposição dos pratos pode ser tanto em foto como vídeo, o que facilita o atendimento do garçom e ajuda o estabelecimento a ser fiel e manter a qualidade do que é exposto. E tem mais! Os cardápios têm filtros que selecionam pratos e vinhos com características específicas. Clique aqui e saiba mais.

Leitores digitais

Em busca de praticidade, o farmacêutico Marcos Vilela adquiriu o seu leitor digital há 8 meses e diz não sentir falta do livro de papel. “Além de levar em conta a questão sustentável e de contribuir com a redução da produção de papel, pensei na facilidade de armazenamento dos livros. Agora não preciso de muito espaço”, conta ele.

Segundo Marcos, ao contrário do que muitos pensam, a leitura é confortável porque ele não emite luz. A durabilidade da bateria, a facilidade de encontrar títulos nacionais e internacionais e o preço dos livros são outros pontos positivos que o levaram a concretizar a compra.

No Brasil, pode-se encontrar o Kindle, da Amazon, e o Kobo, vendido exclusivamente pela Livraria Cultura. O preço médio dos leitores vai de R$ 300 a R$ 400. É a tecnologia ajudando a manter as florestas de pé.

Leia também

Reciclagem de papel moeda

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!