Ujatoba_telhas

Telhas ecológicas

por Universo Jatoba

Quem já pensou em adquirir telha ecológica para reforma ou construção, sabe que a oferta de tipos e preços no mercado é crescente e variada. Eis que seguem informações que servem como guia para fazer a melhor escolha. Vale ressaltar que, apesar de assim serem conhecidas no mercado, tais telhas não são verdadeiramente ecológicas, pois algumas ainda utilizam materiais tóxicos na fabricação, mas com certeza têm menor impacto no meio ambiente, comparadas com as telhas tradicionais, especialmente as que usam materiais recicláveis.

Quais são os tipos de telhas ecológicas disponíveis no mercado?

Telhas de fibras vegetais – feitas com fibras vegetais (especialmente o eucalipto, mas também podem ser de sisal, bananeira e coco) impregnadas de betume, pigmentadas e com uma camada de resina protetora. Características: Exige maior estrutura de sustentação para ser instalada, já que se trata de um material mais flexível e pesado.

Telhas feitas com tubo de creme dental – são compostas por 25% de alumínio e 75% de plástico. “Quando a matéria-prima chega, vai direto para o triturador. Não é preciso fazer nenhuma triagem. Tudo é aproveitado. Depois de moído, o material é colocado em bandejas e prensado a uma temperatura de 180º C. Por último, o produto é cortado”, diz o fabricante. “Na fábrica, tudo é reaproveitado: as rebarbas das telhas, das placas e até o pó gerado no corte dos produtos. Toda sobra volta para a máquina de prensa e é transformada em novas telhas e placas ecológicas”. Características: deixam o interior do ambiente mais fresco, são mais leves (em torno de 6,5 kg o metro quadrado), daí a estrutura de sustentação é leve também. Podem ser utilizadas em garagens, áreas de serviço, áreas de lazer, quadra poliesportiva, etc.

Telhas de papel, asfalto e resina – São feitas de uma combinação de papel reciclado, asfalto e resina. Características: A resina oferece proteção contra raios UV que evita a descamação de sua superfície. Elas são mais resistentes a cargas dinâmicas, como chuvas de granizo.

Podem-se encontrar também as telhas produzidas a partir de plástico de PET (um ótimo exemplo de aproveitamento deste material reciclável). Características: são translúcidas, como as de policarbonato – aproveita a luz solar. De baixo custo, são impermeáveis e resistentes. Não acumulam mofo nem lodo e sua gama de cores disponíveis é muito grande.

Quais as vantagens das telhas ecológicas?

– Fácil manuseio e instalação, pois são mais flexíveis e menos sujeitas a quebras, evitando desperdício e perdas;

– Economia de tempo e custo, especialmente para os tipos mais leves;

– É um material resistente;

– A maioria não propaga chamas;

– São impermeáveis: absorvem muito menos água do que as telhas convencionais e geralmente seu acabamento evita a proliferação de limo;

– Promovem o conforto térmico: alguns tipos ajudam a criar um ambiente interno mais confortável (menos quente);

– Design: é possível encontrá-las em vários formatos e cores (inclusive pigmentada dos dois lados permitindo ser instalada sem forro). Além disso, é possível pintá-las com tintas a base de água;

– São sustentáveis: geralmente produzidas com fibras e resinas, materiais reciclados (como papel) e não contém amianto (o qual é tóxico);

– Valor: o custo das telhas ecológicas é muito semelhante ao das convencionais, mas considerando o conjunto (estrutura e tempo de mão-de-obra) seu valor é inferior.

Veja mais aqui.

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!