mother-breastfeeding-infant

Profissionais da saúde afirmam que falta de informação desestimula amamentação

por Universo Jatoba

As decisões que envolvem o nascimento de um bebê e que precisam ser tomadas pelos pais vão muito além da decoração do quarto, da escolha do nome, da maternidade ou do tipo de parto. Antes mesmo da chegada da cegonha, os cuidados com a saúde da mãe e do bebê são extremamente importantes.

Esses cuidados devem continuar após o nascimento, principalmente com a amamentação. Em recente pesquisa realizada em cinco países pela Lansinoh Laboratórios com 1.044 profissionais da á rea da saúde (pediatras, obstetras, ginecologistas e enfermeiros), foi analisado o comportamento das mães nos consultórios e hospitais e levantou as principais causas responsáveis por dificultar o processo de amamentação.

Segundo a análise, 80% dos profissionais de saúde responderam que gostariam que as mães buscassem mais informações sobre as técnicas de amamentação antes do nascimento do bebê. A falta de conhecimento sobre o tema dificulta e faz com que as mães desistam de amamentar.

O estudo aponta ainda que 41% dos médicos sugerem que as mães busquem informações com médicos e especialistas durante o terceiro trimestre de gestação. Outra barreira encontrada pelos profissionais é a preocupação de que o leite não seja o suficiente e que não esteja alimentando corretamente o seu bebê.

O que acontece durante e imediatamente após o parto pode ter um impacto sobre a amamentação. Por isso, é necessário que o profissional de saúde entenda as metas de amamentação antes do nascimento. Informação e troca de ideias é a chave para uma amamentação bem sucedida.

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!