Ujatoba_telhado1-ecod

Conhece as telhas de policarbonato? Leia!

por Ivana Jatoba

O mercado de telhas está cada vez mais sortido para atender ao consumidor ávido por produtos sustentáveis e de qualidade. Seguindo esta tendência, encontram-se à venda as telhas de policarbonato, um tipo de plástico feito de resinas derivadas do carbono. Para quem não sabe do que se trata, essas telhas são aquelas transparentes parecidas com vidro, que permitem o aproveitamento da luz natural durante o dia, e assim economizar na conta de luz no final do mês, representando uma ótima opção para as construções nos dias atuais.

Além dessa vantagem ambiental, o telhado de policarbonato apresenta outras que merecem destaque: em relação ao vidro, é cerca de 200 vezes mais resistente e tem menos da metade do seu peso. Também é fácil de manusear e não exige ferramentas complexas na instalação. E tem mais: a composição do policarbonato barra a passagem dos raios ultra violeta (UV)e ainda suporta grandes variações de temperatura, o que permite sua aplicação em qualquer clima.

Vale citar também que as telhas de policarbonato são resistentes ao fogo. Outra qualidade deste material se encontra na sua versatilidade, pois pode ser utilizado em diversos ambientes, como estufas, área de serviço, sacadas, varandas, etc. E pode ser encontrado na forma compacta (com maior espessura, menos transparência e menos transmissão de calor), alveolar (parece com vidro canelado) e refletiva (impede a passagem de raios UV). Com 90% de transparênia, essas telhas estão disponíveis nas cores, azul, transparente, cinza, verde e outras.

Contudo, não posso deixar de citar aqui as desvantagens das telhas de policarbonato. Para começar, elas riscam facilmente e não são resistentes à abrasão , por isso, para manter a transparência, a limpeza deve ser feita à sombra e com água e sabão neutro, evitando-se o uso de produtos abrasivos (o uso de películas antiabrasivas é recomendado para aumentar a durabilidade das telhas). E mais, a fabricação dos painéis de policarbonato requer fosfogênio (substância química nociva à saúde dos trabalhadores, que devem ser altamente protegidos), demanda altas temperaturas e é cara, por isso os preços no mercado não são atrativos.

Bem, conhecendo agora um pouco mais sobre as telhas de policarbonato, fica mais fácil pesar os prós e contras na hora de escolher os critérios para seu projeto de construção. Com essas informações, siga os preceitos da sustentabilidade que o sucesso será garantido.

Ivana Jatobá é Engenheira Civil graduada na Universidade Católica do Salvador, especializada em Gerenciamento da Construção Civil pela Universidade Estadual de Feira de Santana, Bahia e Mestre em Gerenciamento de Engenharia Ambiental pela University of Technology, Sydney, Austrália. Atua como consultora em implantação de sistema de qualidade ISO 9001 e Meio Ambiente ISO 14000 em canteiros de obras.

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!