7. Cuidadores e familiares também precisam de cuidado para conviverem com a doença

Quais são os primeiros sintomas de Alzheimer?

por Giana Ramos

Com essa vida agitada que levamos as falhas de memória são comuns, esquecer as chaves, ou não lembrar se fechou a porta acontece com todo mundo, mas quando esses lapsos ficam mais frequentes, será que é a hora de se preocupar com o Mal de Alzheimer ou é apenas para tirar férias? Vamos tirar as dúvidas mais recorrentes sobre essa doença e se você ainda tiver outras perguntas mande para gianaramos@yahoo.com.br.

O que é?

É uma enfermidade em que as células cerebrais morrem, sendo assim a pessoa apresenta um processo de demência e perda das funções cognitivas como a memória, atenção, linguagem, orientação, planejamento dos movimentos). É mais comum em idosos após os 75 anos, mas existem manifestações a partir dos 50 anos, mas nesse caso o fator genético é levado em conta, no geral a doença não tem uma causa bem definida, está relacionada ao envelhecimento do neurônio, se diagnosticado no início é possível reverter os sintomas por mais tempo garantindo mais qualidade de vida ao indivíduo. Estima-se que existam no mundo cerca de 35,6 milhões de pessoas com a Doença de Alzheimer. No Brasil, há cerca de 1,2 milhão de casos, a maior parte deles ainda sem diagnóstico.

Quais são os sintomas?

Afeta prioritariamente a cognição e o comportamento, pois comumente atinge neurônios responsáveis por planejamento e execução de tarefas complexas e memória.

Comportamentos mais comuns:

  1. Perda de memória e repetições da mesma fala ou ação.
  2. Dificuldade de atenção
  3. Mudança de comportamento constantes (irritabilidade e alterações de humor).
  4. Dificuldades para realizar tarefas corriqueiras.

O ator Carlinhos Moreno, voluntário da ABRAz gravou um vídeo onde mostra as manifestações mais comuns da doença.

 

 

Diagnóstico?

Se você tem 50 ou mais e tem casos de Mal de Alzheimer na família, é importante fazer os exames preventivos a partir dessa idade, sobretudo se você já viveu alguma situação mostrada pelo Carlinhos Moreno no vídeo acima. Os testes para Alzheimer incluem uma avaliação física, neurológica e psiquiátrica e um histórico médico sobre o uso de medicamentos, dieta e condições médicas do paciente. Também são realizados testes de memória, resolução de problemas lógicos e de linguagem (testes cognitivos).

O diagnóstico da doença em seus estágios iniciais tem benefícios, saber da condição com antecedência pode ajudar o paciente e sua família a planejar o futuro, enquanto a pessoa ainda pode participar nas decisões, esse diagnóstico deve ser feito por um neurologista e a tarefa é muito difícil, pois existem diversas doenças cerebrais que iniciam-se da mesma maneira.

Tratamento?

Pessoas nos estágios iniciais da doença podem receber medicamentos que protegem o cérebro para impedir o rápido progresso da condição e dos sintomas da doença, por isso o diagnóstico precoce é muito importante. O doente precisa de assistência ao longo das 24 horas do dia, o quadro da patologia evolui rapidamente, em média, por um período de cinco a dez anos, os pacientes, em geral, morrem nessa fase.

Cura?

Apesar de muitas pesquisas caminhado no Brasil e no exterior, a doença ainda não tem cura, mas tem tratamento isso é importante, então para fechar essa coluna vou usar o slogan da ABRAz (Associação Brasileira de Alzheimer).

“Doença de Alzheimer quanto antes souber mais tempo você terá para lembrar”.

Dra. Giana Ramos é graduada em fisioterapia (São Camilo – SP), Especialista em ortopedia e traumatologia (Santa Casa – SP), Especialista em Docência no ensino superior (SENAC – SP). Formação em Reeducação Postural Global e Auriculoterapia – (FENAFITO – SP). Professora do curso de formação de cuidadores de idosos (SENAC – SP), empresária do Centro de Atendimento Especializado (CAESP SAÚDE), gestora do programa de qualidade de vida na terceira idade da Vila Maria Zélia – Belenzinho – SP.

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!