Ujatoba_fadiga

Oito dicas para se energizar

por Universo Jatoba

Você vive cansado e sente que falta energia para completar as tarefas do dia a dia? Hoje o Universo Jatobá fala da fadiga, aquela sonolência que vem quando não se tem a necessidade de dormir e que atrapalha, principalmente, as relações de trabalho. Além de influenciar negativamente a produtividade, a fadiga compromete a atividade intelectual e até as relações afetivas.

A qualidade de vida também é afetada já que ela pode facilitar a ocorrência de doenças, levar à baixa autoestima e ao comprometimento do desempenho sexual. Por isso, é preciso estar atento aos seus primeiros sintomas, para não deixar que o quadro ganhe uma proporção maior. “Cansaço extremo decorrente da carga de trabalho excessiva, que informalmente chamamos de “bater pino”, atrapalha o desempenho intelectual, ocasionando diagnóstico como piora na produtividade do trabalho; redução da capacidade de memória; piora na qualidade do sono; dificuldade no foco; aumento da ocorrência de erros, com apatia e falta de disposição para ir ao trabalho, determinando um círculo vicioso (menor descanso, menor recuperação do gasto de energia, elevação do cansaço, enfrentamento da jornada com mais dificuldade)”, diz Antonio Carlos Till, clínico e diretor-médico do Vita Check-up Center.

Segundo ele, além do aumento da intolerância,  da irritabilidade, do senso de conciliação e da redução da compreensão e do entendimento das adversidades do dia-a-dia, somatizando um grande estresse negativo, a fadiga, do ponto de vista físico, pode gerar doenças de pele (desidrose, dermatite seborreica, psoríase), do aparelho digestivo (gastrite, úlcera, síndrome do colo irritável), enxaquecas, hipertensão arterial e outras. “Queda de cabelo, diminuição da força muscular e distúrbios de sono também podem ocorrer”, alerta o especialista.

Problemas na família e financeiros podem agravar o quadro da fadiga.  “A pessoa já vai para o trabalho com a energia abaixo de 100%, o que reduz a sensação de motivação, de realização, de pró-atividade. Este é um quadro muito comum entre os altos executivos”, comenta.

Causas externas, como a mobilidade urbana, também acometem a qualidade de vida e geram a fadiga relacionada ao trabalho. “Hoje, o tempo perdido no deslocamento da casa ao trabalho, isto é, a deterioração da mobilidade urbana é um grande inimigo da produtividade, além de provocar a fadiga emocional. Esse quadro impacta na relação familiar, sexual, na alimentação irregular e de baixa qualidade, e no humor”, reforça.

De acordo com ele, ambientes de trabalho muito barulhentos, desorganizados e com grande aglomerado de pessoas podem intensificar o quadro da fadiga. “O local de trabalho deve ser preparado adequadamente para que o profissional tenha tranquilidade para raciocinar, criar e executar, o que eleva a produtividade. Unindo essas dicas ao apoio especializado, é possível sair do mapa da fadiga, já que é difícil a pessoa se libertar sozinha”, afirma.

Muitos profissionais se orgulham de ter uma jornada de trabalho excessiva. No entanto, o médico conta que os workaholics estão mais expostos à fadiga e suas consequências negativas à saúde. “Há empresas que, por exemplo, diariamente desligam as luzes ao final do expediente para que o funcionário não trabalhe além do horário”, assegura o médico.

Além de estar em dia com o check-up periódico, o especialista afirma que é fundamental eliminar maus hábitos como álcool, fumo, consumo exagerado de gorduras e açúcares e altas jornadas de trabalho e estudo. “É crucial não abandonar o lazer, o convívio com a família, com os amigos e estar atento às questões internas para enfrentar adversidades do dia a dia”, finaliza.

Confira oito dicas para se livrar da fadiga de vez:

1 . Tente estabelecer regras básicas como conciliar os horários no contrafluxo do trânsito, por exemplo, o que reduz o estresse.

2 . Beba bastante líquido e estabeleça horários para a alimentação, evitando intervalos longos entre as refeições.

3 . Faça refeições leves para não atrapalhar a produtividade.

4 . Pratique exercícios para quebrar o estresse de longas horas de trabalho e minimizar o sedentarismo.

5 . Mantenha o ambiente de trabalho agradável, deixando o computador na posição em que favoreça a postura correta, além de um ambiente na temperatura e condições de higiene e adequadas com baixo nível de ruído, pois é onde ficamos a maior parte do dia.

6 . À noite e nos fins de semana, desligue do trabalho para sair da rotina.

7 . Desenvolva atividades motivadoras fora do trabalho como cursos em áreas de interesse (vinhos, história, línguas, etc.) ou dedique-se a um hobby como fotografia, pintura, etc.

8 . Invista em um bom ambiente de relacionamento em casa, no trabalho e com os amigos.

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!