carl

Para ouvir bem durante toda a vida, comece a se preocupar agora!

por Giana Ramos

Com o passar dos anos, a audição se deteriora, as células envelhecem e morrem, ainda mais se o ouvido tiver sofrido algum trauma. É muito comum, quando falamos com os idosos, eles confundirem as palavras e não entender a mensagem dita, principalmente quando há muitas vogais na frase. Por exemplo: a troca da palavra “casa” por “fala” ou “carro” por “sapo” é frequente porque as consoantes ficam menos audíveis do que as vogais e o idoso usa o restante da frase para “adivinhar” o que foi dito.

O ouvido é constituído de três partes: externa (pavilhão auditivo – a orelha propriamente dita e o canal auditivo), médio (tímpano e ossos do ouvido – martelo, bigorna e estribo) e interna (cóclea, sistema vestibular e nervo auditivo).

A Presbiacusia, conhecida popularmente como surdez, é um dano irreversível e não há como impedir que esse processo aconteça. Então, o melhor caminho é a prevenção. É possível adiar o problema desde que sejam adotadas medidas ao longo da vida. É sempre bom ressaltar que 90% das perdas auditivas estão relacionadas aos hábitos de vida. Siga as dicas a seguir e mantenha uma boa audição:

1. Use protetores auriculares em profissões que exijam a permanência em ambientes barulhentos ou ruidosos.
2. Evite o uso excessivo de fones de ouvido.
3. Controle a altura dos aparelhos sonoros.
4. Não use soluções caseiras para tratar zumbido e dores nos ouvidos.
5. Mantenha a carteira de vacinação em dia, pois doenças como a rubéola atacam a audição.
6. Faça o teste audiológico no mínimo a cada 5 anos. Idosos devem repeti-los pelo menos a cada 3 anos.
7. Como todos os sistemas do nosso corpo, o ouvido também precisa de um tempo de descanso. Por isso, não durma com televisão ou rádio ligados.
8. Sempre que possível, dê um descanso de 10 minutos para a audição buscando locais sem qualquer ruído.
9. Não use objetos pontiagudos como palitos ou lápis para limpar os ouvidos, pois podem perfurar o tímpano.
10. O cotonete deve ser usado para limpar somente a parte externa da orelha. Para a limpeza do canal auditivo é necessário envolver o dedo mínimo em uma toalha, introduzir na entrada do canal e trazer o cerume para fora, os cílios se responsabilizam por manter a parte interna do ouvido limpa.

A cera de ouvido, conhecida como cerúmen, tem três funções principais: impedir o ressecamento da pele do canal auditivo, servir de barreira para que sujeiras ou pequenos animais não entrem no ouvido e tem ação bactericida, pois é tóxico para as bactérias evitando infeções.

Existem pessoas que produzem muito cerúmen. Nesse caso, é necessário procurar um otorrinolaringologista para realizar a limpeza. O médico usa instrumentos próprios como as curetas e ganchos para puxar a cera. Outra opção é a aspiração ou lavagem com água morna. Nunca utilize soluções caseiras, como azeite quente ou álcool para limpar os ouvidos. Essa conduta pode ser lesiva para o tímpano causando complicações auditivas.

Dra. Giana Ramos é graduada em fisioterapia (São Camilo – SP), Especialista em ortopedia e traumatologia (Santa Casa – SP), Especialista em Docência no ensino superior (SENAC – SP). Formação em Reeducação Postural Global e Auriculoterapia – (FENAFITO – SP). Professora do curso de formação de cuidadores de idosos (SENAC – SP), empresária do Centro de Atendimento Especializado (CAESP SAÚDE), gestora do programa de qualidade de vida na terceira idade da Vila Maria Zélia – Belenzinho – SP, Trabalha com Reeducação Postural e Agulhamento a seco na Clínica Vertebrae. Giana Ramos escreve às terças-feiras no Universo Jatobá.

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!