Ujatoba_debora2 (6)

Sobre o perdão

por Debora Ganc

“O perdão não é um ato ocasional e sim uma atitude constante.”  Dr. Martin Luther King Jr.

Estamos na véspera de comemorar o “Iom Kipur” – Dia do Perdão na religião judaica. Esta data acontece sempre 10 dias após o Ano Novo e há uma razão para isso – são 10 dias para serem usados na avaliação dos atos que cometemos no ano que se passou. É o momento da nossa tomada de consciência, do nosso julgamento sobre aquilo que vivemos de bom e de mau. Segundo a tradição, no Ano Novo pedimos um ano doce, alegre, cheio de saúde, muitos amigos, conquistas, dinheiro, sucesso e muitas coisas mais. Pedimos como filhos, que pedem a um pai.

Depois do pedido vem a consciência adulta que pergunta:

– Mas será que merecemos?

Então, colocamos luz nos pequenos compartimentos empoeirados de nossa memória e percebemos que não somos tão merecedores assim de tantos presentes, e agora? Será que existe uma maneira de voltar atrás e acertar?

No judaísmo existe e acontece em dois passos:

O primeiro passo é reconhecer aquilo que causou algum mal, mesmo que involuntário. O segundo passo é pedir perdão à vítima.

Para que uma verdadeira reconciliação aconteça, a vítima tem não somente o direito, mas também o dever de exigir uma reparação e o culpado tem o dever de assumir as consequências de seus atos.

Este é um modo bom de perdoar, pois preserva a dignidade da vítima e do agressor. Requer que a vítima não faça exigências exageradas e aceite a compensação e reparação que lhe forem oferecidas pelo ofensor.

Só com esse perdão a reconciliação é possível.

Existe alguém em sua vida que ainda não foi perdoado?

Na maioria dos casos nós somos a pessoa que mais precisa ser perdoada. Aproveite estes dias para fazer uma reflexão e exercitar o perdão.

Mesmo que o sinal do perdão esteja fraco encoraje-o a se soltar com compaixão. Se os sentimentos de dor e raiva ainda estiverem fortes, diga a si mesmo:

“Quero rever esta situação com amor. Estou disposto a deixar estes sentimentos partirem”.

Seja gentil e paciente consigo mesmo enquanto pratica a cura e o perdão.

O Iom Kipur neste ano se inicia na noite do dia 13 de setembro e finda ao anoitecer do dia 14 de setembro.

Que sejamos todos inscritos no Livro da Vida!

 

Debora Ganc é Terapeuta Sistêmica, Constelações Familiares, Constelações Empresariais. Gestalt e Programação Neurolinguística.

Debora Ganc escreve às quartas-feiras aqui no Universo Jatobá.

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!