Universo_Jatoba_relacoes_julgamento

As quatro estações

por Debora Ganc

Em um reino bem, bem distante vivia um homem que tinha quatro filhos. Esse homem queria ensinar a seus filhos a não julgar de maneira apressada, a serem mais observadores e cautelosos.

Decidiu enviá-los a outra cidade para observar uma plantação de Pereiras. Porém, tomou o cuidado de mandar cada filho em uma estação diferente do ano.

O primeiro filho foi no inverno, o segundo na primavera, o terceiro no verão e o quarto no outono.

Um ano passou e os quatro filhos retornaram a casa de seu pai. Lá, ele os reuniu e pediu que cada um descrevesse o que tinha visto.

O primeiro filho disse que as árvores eram muito feias, estavam tortas e retorcidas.

O segundo filho disse que todas as árvores eram muito lindas e estavam recobertas de botões de flores verdes, cheias de promessas.

O terceiro filho discordou e disse que as árvores estavam cobertas de flores, tinham um cheiro tão doce e eram tão bonitas que ele arriscaria dizer que eram a coisa mais graciosa que jamais tinha visto.

O quarto filho discordou de todos os outros, as árvores que ele viu estavam carregadas de frutas, cheias de vida e promessas.

O pai então explicou a seus filhos que todos estavam certos e que haviam descrito o que viram com perfeição.

Porém, cada um deles viu apenas uma estação da vida das árvores.

Não podemos julgar uma árvore ou uma pessoa por apenas uma estação. A essência do ser, o amor, o prazer e a alegria quem vem com uma vida, só podem ser medidos no final da vida quando todas as estações estiverem completas.

Nunca desistam das pessoas, pois, se desistirem no inverno, perderão a promessa da primavera, a beleza do verão e as expectativas do outono.

Não permitam que a dor de uma estação destrua a alegria de todas as outras. Não julguem a vida apenas por uma estação difícil. Perseverem através dos caminhos difíceis e melhores tempos certamente virão de uma hora para outra.

É preciso descobrir o valor que se encontra em cada uma e em todas as vidas.

A estrada é longa e o tempo é curto. Valorizem e respeitem as suas próprias e as estações dos demais.

 

Debora Ganc é Terapeuta Sistêmica, Constelações Familiares, Constelações Empresariais. Gestalt e Programação Neurolinguística.

Debora Ganc escreve às quartas-feiras aqui no Universo Jatobá.

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!