Ujatoba_Caminhos-Thinkstock

Opções há que se fazer

por Pagan Senior

Andei fazendo um balanço e percebi que tenho uma série de histórias inacabadas por contar:

Contrafluxo: Os dois rapazes que andam sempre no contrafluxo. Passam os finais de semana em São Paulo. Enquanto isso  maridos  vão se reunir às suas famílias na praia e, cansados do trabalho, mal servem e querem ser servidos. Na terça feira os rapazes descem e saem à caça de mamãezinhas mal servidas no final de semana.  Sucesso absoluto. Servem e são servidos.

Agora vai:. Revolucionário por vocação, nunca desistiu de ver Trotsky  no poder. Trotsky morreu, o tempo passou,  mas um ideal não se abandona jamais. Mais tempo passou e qual não foi minha surpresa quando em pleno século 21 e morando no outro lado do mundo, me relatava entusiasmado as reais chances de Heloisa Helena ascender ao poder e trazer as ideias trotskistas de volta à cena. Finalmente.

Uma carreira frustrada: Sair do colégio no Parque D. Pedro, chocar um bonde para subir a Rangel Pestana, saltar na Praça Clóvis antes da chegada do cobrador, encher os bolsos de amendoim e, rápido rápido, afanar alguma coisa  na banca externa das lojas Americanas. Não foi o início da carreira, que já tinha começado  nos cigarros Douradinho Extra do meu pai. Mas o ponto culminante foi o carro do primo da minha mãe. Aventura curta e traumatizante, e acima de tudo frustrada por vir a saber, uma semana mais tarde, que seu título de rei do roubo havia sido tomado por outros meninos que tinham furtado um avião . Nunca mais!!!

Tentativas de homicídio: Dura a vida de um irmão mais novo. A cada disputa, uma derrota, salpicada de algumas vinganças. Sempre havia o recurso de berrar: “ – Mãe, ele tá me batendo!”. Mas naquele dia,  durante a luta ouvi minha mãe se preparando para sair. Enchi o peito para gritar. Veio a mão me cobrindo a boca. Sapequei-lhe uma mordida desesperada e fiquei com um naco de dedo entre os dentes! Aí foi ele que gritou desesperado pela mãe.

Achados e perdidos: Ou vice-versa, que diferença faz? Ela perdia, depois achava, por mais improvável e inverossímil que pudesse parecer. Bolsinha cheia de joias largada no balcão da farmácia; Intacta, na volta afobada. Anel valioso desaparecido misteriosamente; achado dentro do guarda-chuva meses depois. Outro anel, agora largado na mesa e despejado no lixo do apartamento e em seguida no tubo de lixo do prédio. Revolvido todo o lixo de 40 apartamentos, sim, lá estava, para desespero do marido, que já tinha justificativa para um homicídio com atenuantes. Sempre as joias.

Cruzeiro das solteiras: Como se sairia o fulano  não obrigatoriamente solteiro que fosse a uma viagem de férias num cruzeiro, se apresentando cada vez com uma personalidade diferente? O agressivo  se sai bem? E o oferecido-sedutor, ou o organizado que resolve todos os problemas;  aquele dramático sempre meio prejudicado, ou o tímido que mal se deixa ver. Mas tem também aquele falante, cheio de lorota que nunca se satisfaz e quer todas, ou aquele que não se detém diante de ninguém e de nada. Finalmente o bonachão para quem tudo está bem.  Quem chega com mais facilidade ao coração delas, quem vai se dar bem?

Elementar: Um dia cheguei para um grande amigo meu que se queixava da falta de tempo para tudo, da dificuldade de se organizar, priorizar, selecionar… e me pedia orientação em relação à  realização de seus projetos de médio e longo prazo. Virei e disse: “- Tenho uma sugestão. Vá pra casa e abra aquele armário teoricamente destinado a suas  roupas e tire de dentro dele todos os livros, dicionários e catálogos, além de fones de ouvido, drive de computador em desuso, etc e tal.” Ele ficou com os olhos tão esbugalhados, tão grandes, que deu pra ler o que estava escrito no fundo da cabeça dele: “ – Mas se você nunca esteve na minha casa, como é que você sabe o que tem no meu armário?” Elementar, meu caro Watson, elementar.

Tem também umas frases anotadas para serem usadas em algum momento, como:

“saudou as cores do varal”, “grudados como pentelho em  sabonete” e, linda essa,  “Reticência, sem ponto, sem vírgula: cessam as palavras, seguem os sentimentos”

Pois é, mas acontece que minha carreira de engenheiro insiste em não terminar e a de ator clama por mais dedicação. Opções há que se fazer. Dou um tempo neste espaço.

Se alguém, por algum deslize, quiser me contatar, não hesite: pagan61@gmail.com

 

Pagan Senior é engenheiro civil, com atuação institucional na área de Coleta Seletiva e Reciclagem na Cidade de São Paulo. É também ator diletante.

Pagan Senior escreve às quintas-feiras aqui no Universo Jatobá.

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!