Ujatoba_Sapos-ilustracao-Thinkstock

Era uma vez em um reino bem, bem distante…

por Debora Ganc

Era uma vez em um reino bem, bem distante… Em um lindo dia de sol a bicharada se reuniu para assistir às corridas. Os bichos todos tinham desafios a cumprir, uns tinham que saltar distâncias grandes, outros tinham que enfrentar seres assustadores… O desafio para os sapos era subir em uma árvore bem alta.

A multidão assistia e vibrava muito. A torcida era grande! Então, a competição começou, aparentemente todos torciam a favor dos sapos, mas alguns bichos duvidavam que os sapos fossem conseguir subir no alto daquela árvore e diziam:

– Que pena, os sapos não vão conseguir… Não vai dar certo… As tentativas de subida continuaram até que alguns sapos começaram a desistir. A multidão continuava gritando:

– Que pena, vocês não vão conseguir, é muito difícil, outros já tentaram antes…

E os sapos estavam mesmo desistindo, um por um, menos um que persistia a continuava a subida rumo ao topo da árvore. Estava arfante, mas continuava tranquilo.

No final da competição, todos os sapos tinham desistido, menos aquele que continuou subindo. De vez em quando caia de um galho, se ajeitava e novamente continuava em seus esforços de alcançar o topo da árvore.

Finalmente, conseguiu, chegou ao topo da árvore.

A bicharada comemorou como um gooooooool!!!!!

Quando o sapo voltou para o chão a curiosidade tomou conta de todos. Queriam saber o que tinha acontecido? Como tinha conseguido?

Rodearam o sapo e muitas perguntas pipocavam de todos os lados… Foi quando perceberam que o sapo era SURDO!!!

Pois é, assim somos nós. Sempre atentos às opiniões dos outros, permitimos que pessoas, que tem o hábito de serem sempre negativas, derrubem as melhores e mais sábias esperanças de nosso coração.

As palavras e também nossos pensamentos têm poder. Precisamos aprender a pensar e a falar de maneira proativa, positiva. Precisamos aprender a ficar surdos quando alguém nos diz que nosso sonho é impossível.

Precisamos aprender a fazer contato e ouvir o que nosso coração tem a dizer. Precisamos aprender a validar a nossa intuição. A acreditar em nós!

 

Debora Ganc é Terapeuta Sistêmica, Constelações Familiares, Constelações Empresariais. Gestalt e Programação Neurolinguística.

Debora Ganc escreve às quartas-feiras aqui no Universo Jatobá.

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!