Ujatoba_debora2 (4)

Do que precisamos para sermos felizes? – Parte 2

por Debora Ganc

Aristóteles dizia que a felicidade é um saber soberano. Podemos procurar qualquer coisa, mas a felicidade se busca a si mesma. A felicidade não depende de nada interno ou externo é uma simples presença. Uma presença que respira em nós. Um ser bem aventurado em nós.

A felicidade não é um estado extraordinário, mas a clara visão daquilo que é, através do silêncio do mental e do corpo. É um estado de escuta, de disponibilidade.

A meditação é uma maneira de sentirmos a presença da felicidade dentro de nós.  Na meditação observamos o infinito de onde vem a respiração e o infinito para onde vai a expiração. Aquietamos a nossa mente e observamos esta respiração. Ficamos assim por um tempo até que lentamente nos aproximamos deste espaço que fica entre a inspiração e a expiração.

Neste espaço silencioso, sem nenhuma imagem, simplesmente ficamos lá. Permanecemos em silêncio e deixamos ser aquele que ama, aquele que é consciência  em nós. O EU SOU puro e o acolhemos com gratidão.

E em um louvor silencioso oferecemos este instante para o nosso bem e para o bem de tudo que existe.

Neste momento de pura generosidade nos conectamos com a felicidade!

 

Debora Ganc é Terapeuta Sistêmica, Constelações Familiares, Constelações Empresariais. Gestalt e Programação Neurolinguística.

Debora Ganc escreve às quartas-feiras aqui no Universo Jatobá.

Leia também

Do que precisamos para sermos felizes? – Parte 1

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!