71036946

Como você comemora o seu aniversário?

por Debora Ganc

Recentemente estive no velho continente visitando uma amiga e me surpreendi com determinados hábitos. Por exemplo, a data do seu aniversário se aproximava e ela desandou a comprar presentes para toda a família. Quando perguntei o porquê de tal atitude, ela me respondeu:

– Na realidade, não deveríamos ganhar presentes na data de nosso aniversário, ao contrário, devemos dar presentes a todas as pessoas que nos ajudaram a chegar até este dia.

Achei que era uma grande ideia e pensei em colocá-la em prática no meu próximo aniversário.

Aliás aniversários são oportunidades para nos sentirmos gratos, para celebrar e apreciar o que vivemos até aquela data. Descobrir como seguir adiante e fazer o melhor com o tempo que nos resta de vida.

As festas e os encontros com pessoas queridas também são importantes, mas sem perder a oportunidade de pensar no que queremos fazer. Será que estamos em um caminho significativo e prazeroso para nós e para os que nos cercam? Será que estamos aproveitando ao máximo o presente e as oportunidades que recebemos?

É como celebrar um ano novo cheio de oportunidades e desafios. Não podemos controlar nem os desafios nem as oportunidades mas podemos observar como reagimos a eles. Se mantemos ou perdemos nossa equanimidade, se nos levantamos ou caímos, se acessamos nossas melhores qualidades ou nossos piores defeitos. Essas são as escolhas que somos capazes de fazer e portanto também são as que nos definem.

Um aniversário certamente é a oportunidade de sermos gratos, de focar nas situações em que conseguimos grandes conquistas e também naquelas em que falhamos assim como nos objetivos do futuro.

Aproveitar a data para refletir e crescer.

Não existe nada de santo na data de nosso nascimento mas se usarmos a data de nosso aniversário como catalizador para aprofundar nossos relacionamentos com aqueles que amamos certamente estaremos imbuídos do transcendente e do sagrado.

Lembram como a vida era fácil quando tudo que precisávamos era soprar as velinhas do nosso bolo de aniversário?

Foto: Thinkstock

 

Debora Ganc é Terapeuta Sistêmica, Constelações Familiares, Constelações Empresariais. Gestalt e Programação Neurolinguística. www.terapiasistemica.com.br

Debora Ganc escreve às quartas-feiras aqui no Universo Jatobá.

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!