6 – Distração

Curando as Ferida do Passado com EFT

por Margareth Signorelli

Marilda desabafa “Percebo que alguns dos meus relacionamentos antigos ainda estão muito presentes em minha vida, dificultando meu relacionamento de hoje, mas não sei o que fazer”.

É difícil imaginar que muitos dos problemas, bloqueios ou mesmo dificuldades em nossos relacionamentos possam ter origem no passado. Como descobrir se isto é verdade e como curar nossas feridas antigas?

Perceba o que esta errado no seu relacionamento. Se atenha aos fatos que são muito fortes e que você percebe que suas reações vão além do que deveriam.

Ex 1- Sente uma carência incontrolável, apesar de ele tentar supri-la de várias formas, você identifica como um vazio impossível de ser preenchido.

Ex 2- O ciúme que sente por ele foge a racionalidade. Você vê coisas erradas onde não tem e sua imaginação vai além da realidade dos fatos.

Estes são alguns exemplos que já presenciei e quando conversei com a pessoa percebermos as origens destes sentimentos. No exemplo 1, este sentimento vinha de ter sido rejeitada pelo pai que não lhe dava atenção e a ignorava. No exemplo 2 percebemos que o sentimento estava ligado a memória de quando criança ter visto o pai beijando apaixonadamente uma mulher, que não era sua mãe.

Com trabalhar estas feridas?

Para começar, caso não saiba, aprenda os pontos do EFT e a Introdução da técnica.

Pratica:

1-     O que lhe incomoda? Me sinto rejeitada.

2-   Faça uma rodada de EFT para o sentimento de rejeição.

3-   Volte para sua infância e sinta qual é a lembrança do mesmo tipo de sentimento e quem lhe fazia se sentir assim? Muito provavelmente um de seus pais ou cuidadores. Meu pai me ignorava.

4-   Faça uma lista dos momentos e situações que se sentiu assim com seu pai e coloque um titulo em cada um destes eventos, como se fosse o nome de um filme. O dia que ele não quis ir à minha formatura. – O dia que ele disse que preferia não ter tido filhos.

5-    Bata no 1º ponto do EFT (ponto de Karatê) dizendo “Apesar de me sentir rejeitada por meu pai, eu me amo, me aceito e me respeito profundamente e completamente”. Não se esqueça de medir a intensidade (de 0 a 10) do seu sentimento antes de bater nos pontos.

6-   Vá passando cada evento separadamente na sua cabeça, como se fosse um filme e batendo nos outros pontos do EFT.

7-    Meça a intensidade após a 1º rodada e veja o quanto abaixou sua emoção. Faça a mesma coisa com os outros eventos.

Provavelmente quando chegar nos outros eventos sentirá que as emoções diminuíram de intensidade.

Sempre comece pelo mais intenso. Sinta no seu corpo a emoção e continue batendo nos pontos até que ela diminua.

Nossas feridas de hoje podem ter suas origens no passado. Buscando as raízes das mesmas poderemos entendê-las e tentar apaga-las para que deixem de ser a sombra que nos acompanha no nosso presente e futuro.

Grade Abraço!

margareth

margareth

Margareth Signorelli formou-se bacharel em enfermagem (PUC-CAMP). Sempre se considerou uma cuidadora e continuou sua busca para incentivar pessoas a alcançar seu melhor desempenho possível. Formou-se pelo ICI (Integrated Coaching Institute), em São Paulo, tornando-se uma coach de desenvolvimento. Com interesse especial na área de Relacionamentos encontrou no método de Katherine Thomaz e Clair Zammit a abordagem ideal, graduou-se em Los Angeles, tornando-se uma coach de Transformação. www.conexaocoach.com.br

 

 

 

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!