Universo-Jatoba-casal-crise

Crise no Relacionamento: 4 Passos para enfrentá-la e 3 para Evitá-la

por Margareth Signorelli

Marcos tem 5 anos de casado e está com receio da crise dos 7 anos e pergunta: “Esta crise é verdade ou é mito?”.

Pesquisas mostram que a primeira crise no relacionamento acontece aos 7 anos, mas qual seria a justificativa para que exista?

– Pequenas coisas que você abriu mão no passado, sem ter pensado, e com o tempo percebeu que lhe custaram muito.

– Aquela pós-graduação que você queria ter feito e não fez para que o outro a fizesse e hoje sente que não foi recompensado por isto e talvez não tenha valido a pena o sacrifício.

– Sapos e mais sapos “engolidos”, que com o passar do tempo não passam mais pela sua garganta. Enfim…

– Situações mal resolvidas, às vezes impensadas, às vezes desprezadas.

Mas de quem é a culpa? Se existe culpa eu não sei, mas prefiro chamar de responsabilidade. Então, qual seria a melhor saída se não quiserem procurar a ajuda de um profissional?

1 . Em primeiro lugar, os dois têm que identificar que existe uma crise e querer resolvê-la.

2 . Fazer uma lista das pequenas, grandes e enormes coisas que lhe incomodam.

3 . Marcar momentos para conversar e discutir cada uma das questões. Lógico que em dias diferentes. Vamos com calma e sem atropelos.

4 . Comece pelas questões mais simples, isto mesmo! Pode parecer estranho, mas se começar pelos problemas menos importantes começará a desfazer pequenos nós que, a principio, não parecem relevantes, mas quando solucionados fará com que vocês estejam mais unidos e relaxados para resolverem as grandes questões.

5 . Quando estiverem resolvendo as questões, vocês dois têm que ter em mente uma “win-win” situação. Esta situação consiste em saberem que existe um objetivo comum entre vocês que é melhorar o relacionamento. Se vocês pensarem assim, ninguém estará preocupado em ganhar ou perder, mas sim quem sempre ganhará será o relacionamento.

Mas como tentar evitar esta crise?

1 . Quando abrir mão de algo que seja importante para você, não o faça simplesmente sem pensar, porque isto refletirá no futuro como uma bola de neve. Faça um acordo em que você não se sinta lesado e tenha certeza que foi a atitude certa a ser tomada naquele determinado momento e que você será compensado no futuro por isto.

2 . Comunique suas tristezas e frustrações. FALE! Não tenha medo de expor seus sentimentos com respeito, pois se não o fizer estará desrespeitando a si próprio.

O que destrói um relacionamento não são os grandes problemas, porque estes tem que ser resolvidos pela sua grandeza. Os maiores vilões são as mágoas e pequenos detalhes deixados para trás por preguiça, medo ou omissão.

3 . Cuide do seu relacionamento todos os dias e provavelmente quando a tão temida crise tiver que acontecer, vocês olharão para traz e perceberão que ela já passou. Veio e se foi como um vento e não como um furacão arrancando pedaços do seu amor e deixando ressentimentos. Aí sim vocês poderão dizer Crise? Que Crise?

Dúvidas sobre relacionamento, escreva pra mim margareth@conexaocoach.com.br, talvez eu possa lhe ajudar.

Grande abraço!

Foto: Thinkstock

 

Margareth Signorelli formou-se bacharel em enfermagem (PUC-CAMP). Sempre se considerou uma cuidadora e continuou sua busca para incentivar pessoas a alcançar seu melhor desempenho possível. Formou-se pelo ICI (Integrated Coaching Institute), em São Paulo, tornando-se uma coach de desenvolvimento. Com interesse especial na área de Relacionamentos encontrou no método de Katherine Thomaz e Clair Zammit a abordagem ideal, graduou-se em Los Angeles, tornando-se uma coach de Transformação. www.conexaocoach.com.br

Margareth Signorelli escreve aos sábados aqui no Universo Jatobá.

Fique Atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do Universo Jatobá!

Quero receber!